terça-feira, 30 de agosto de 2011

Tente


"Imediatamente o pai do menino clamou: Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé." - Marcos 9:24

    O pai desse menino da história bíblica teve sua fé colocada à prova. Ele pede a Jesus que, se puder, cure seu filho, que sofre convulsões há muito tempo. Jesus então diz a famosa frase que muitos usam sem ler o contexto: "Tudo é possível ao que crê."

     Imagino o que está se passando na cabeça desse pai nesse momento:

"- Bem, eu não sei ao certo se Ele pode curá-lo. Ele é Jesus, é claro que pode curá-lo! Eu já o vi curando muitas pessoas, porque não meu filho? Mas são tantos anos, tantas tentativas em vão de vê-lo curado, será que vai dar certo? Bem, ele me disse que tudo é possível àquele que crê..."

    Então ele diz:

"- Eu creio! Me ajude com minha falta de fé".

    É como se ele estivesse dizendo:

"- Jesus, eu vi você fazendo isso antes, e eu quero crer que isso é possível, mas não sei se consigo suportar mais uma decepção, mais uma falsa esperança. Eu creio no seu poder, mas me ajude com a minha incredulidade!"

    Muitos tentam ser super-heróis, achando que tem que acreditar que tudo será perfeito em sua vida. Se um problema surgir, é só crer, porque "tudo é possível" ao que crê.

    Jesus não requer uma fé de super-herói, Ele não quer que creiamos sem termos fé, Ele quer passos de fé. Ele quer que creiamos nele, mesmo que estejamos inseguros. Pode ser que os milagres aconteçam ou não, mas a graça dele sempre estará conosco.

                                             


    Não é fácil crer, ter fé. Realmente não é algo que possa ser julgado culpa de alguém. Não há como criar fé dentro de você, não é auto ajuda. Mas o que o texto fala é que quem buscou, no caso o pai do menino, mesmo incrédulo recebeu. Falta de fé é um mal que muitos sofrem, eu por vezes me esvazio dela, mas nunca me fecho para que Deus me encha novamente. Tente. 

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

domingo, 28 de agosto de 2011

Escute um pouco


    O mais difícil dos conceitos pode ser explicado ao mais limitado dos homens se ele já não tiver uma ideia formada a respeito dele; porém a coisa mais simples não pode ser esclarecida ao mais inteligente dos homens se ele estiver persuadido de que já conhece, sem sombra de dúvida, o que está sendo colocado diante dele.

Leon Tolstoi, em The Kingdom of God is Within You (1894)




    Naquela hora Jesus, exultando no Espírito Santo, disse: "Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, pois assim foi do teu agrado.  Lucas 10, 21.


sábado, 27 de agosto de 2011

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Penúria e Abundância


   Existiam duas pequenas ilhas, uma em frente da outra, separadas pelo mar. Uma era a Abundância: era fértil e produzia, em grande quantidade, fruta e trigo dourado; a outra era a Penúria: pedregosa e estéril, tinha pouca água e a fruta e o trigo eram escassos. Os habitantes da Penúria eram ricos em jóias, mas para eles era muito difícil prover à sua mísera 
subsistência. 



    Entre os habitantes da Abundância, havia o senhor Interesse, que sempre subia a um pequeno monte para contemplar a Penúria, que estava do outro lado. Homem bondoso, decidiu que deveria repartir tudo com a Penúria. Resolveu convidá-los a unir-se a eles.

    O senhor Interesse desceu depressa o monte e atirou-se à água. Como era excelente nadador, chegou em poucas horas à desolada praia da Penúria. Os ilhéus depressa se juntaram à volta dele, surpreendidos com a visita de um estrangeiro. Perguntaram-lhe o que queria.

   - Vim convidá-los todos a irem comigo para a Abundância, respondeu amavelmente. Ali poderias participar de grande riqueza que a nossa ilha fértil produz. É só descansar um pouco; amanhã de manhã iremos, como espero, todos juntos.

   Os cidadãos da Penúria puseram-se a discutir a proposta do senhor Interesse e depressa chegaram a uma conclusão: todos deveriam aceitar o seu generoso convite. Na manhã seguinte, ao raiar do dia, estavam todos prontos para se meterem ao mar. Alguns dos habitantes da Penúria levaram consigo pequenas bolsas, em que tinham metido os seus bens mais preciosos: dinheiro, pedras resplandecentes e jóias. Postas as bolsas ao ombro, seguiam animadamente o senhor Interesse através do mar.

    Este, uma vez regressado á sua ilha da Abundância, sentiu-se aliviado e satisfeito pelo êxito da missão. Começou a contar com regozijo os vizinhos da Penúria que tinham conseguido alcançar com ele terra firme. Então, com grande horror de sua parte, ao terminar de contar, deu-se conta, demasiado tarde, de que os únicos que tinham completado a travessia eram as crianças e outras pessoas que não traziam bolsas e tiracolo, todos os outros se tinham afogado.

Coisas precisam morrer


terça-feira, 23 de agosto de 2011

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Não se confunda

                                                   

    Qual das esferas é maior? Obviamente, sabemos que uma bola de gude é menor que um planeta, porém, a forma como foram tiradas as fotos escondem essa diferença, pois foram tiradas com um diferente ponto de referência.

    Jesus sempre falou que o que Ele fazia era justificado por Deus, ou seja, não era por ele mesmo que fazia ou, muito menos, por ambição perante aos outros que Ele realizava seus ensinamentos e curas. Sua referência era sempre Deus.

    Mas qual é a nossa referência que testemunha a nosso favor? Realizamos nossas atividades para que a sociedade aceite e nos recompense por elas? Chamamos de bom o que os amigos dizem que é bom? Julgamos o pobre porque nos é ensinado que ele é um fracassado? Qual é a referência? O que é bom e ruim?

    Vale lembrar que da nossa referência vem a recompensa, o aperto de mão. Se fazemos algo por egoísmo próprio, algo que só a nossos olhos é bom, somente "eu" poderei aplaudir isso, e somente "eu" poderei me recompensar ou apertar minha própria mão. Agora, bem sabemos que no "eu" não há a satisfação completa. 

    Tenha uma referência sólida, para que faça sentindo quando você falar que algo é bom ou ruim. Que Deus possa testemunhar a seu favor e que você não mais confunda uma bola de gude com um planeta.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Não pare


    Os tempos escancaram diante de nós a realidade ao nosso redor, em toda a terra: tempos de crise, tempos de guerra, tempos de rumores de guerra. A palavra de ordem é:  Nunca Pare de Lutar! 

    Mesmo frente ao cansaço mais profundo, face aos desgastes totalmente possíveis de acontecer, no calor das lutas e no sabor das vitórias: Nunca Pare de Lutar! 

    Enfrentando as perdas e elaborando as dores, inerentes ao fato de estarmos vivos: Nunca Pare de Lutar! 

    A âncora da alma de um valente é a Palavra Viva e seu caráter é indesistível. Sua essência de nobre sonhador se recusa desistir, e sua linguagem manifesta exatamente isso: em quem ele crê, quem ele é e a que veio nessa vida, respaldando suas conquistas, suas vitórias e sua essência de vencedor. Tudo em sua vida é motivo para continuar lutando. Até uma derrota, uma perda ou uma crise, não anulam quem ele é: um campeão! Esse é você! Esse sou eu! Até uma derrota, uma perda ou uma crise, não anulam as promessas da Palavra do Deus Vivo para nós! Nunca Pare de Lutar! Você chegou até aqui! Nunca pare de lutar! 



"Não te deixarei desistir, assim diz o Deus Eterno." (Citação bíblica) 

(Autor desconhecido)

Muita coisa muda, mas nem tudo

video


terça-feira, 16 de agosto de 2011

Olhe para o lado

    Cada vez mais pálida, a jovem Mariana jazia no leito, dominada por uma doença misteriosa. A família, muito rica, não poupava dinheiro, para o tratamento da filha caçula. Mas tudo em vão, a moça declinava dia por dia.

    Uma tarde, após os exames costumeiros, o médico particular da família chamou os pais e disse: 

- Quero tentar ainda um recurso. Se me permitem, lavarei comigo a mocinha para um passeio. 

  Os pais concordaram. No dia seguinte, logo de manhã, a jovem foi colocada no carro do doutor. Deixaram o asfalto, entraram pelas ruas de terra e atravessaram a cidade. Estacionando junto a um barraco, disse o doutor: 

- Chegamos, minha filha. Vamos fazer uma visitinha.

    Ele ajudou a moça a descer do carro. Amparando-a sempre, subiu uma pequena ladeira e entrou no barraco. Parecia ser conhecido da pobre família, pois logo foi fazendo perguntas sobre a saúde da viúva e dos cinco filhos. A mocinha observava tudo. Deixou alguns medicamentos e despediu-se. Ao entrar no carro, Mariana perguntou se iam voltar amanhã.


- Sim quantas vezes você quiser. Disse o doutor.

    No dia seguinte bem cedo, o médico encostou o carro junto à porta. A jovem já o esperava, com vários embrulhos. Entrou sozinha no carro. Chegando ao barraco, foi ela quem mais conversou. O médico estava satisfeito. Seu novo método de cura estava surtindo efeito. Voltaram mais vezes. Depois ela chegou a ir  sozinha com algumas amigas. Algumas semanas depois, Mariana estava bem melhor, bonita e bem disposta. Seu problema já não era tão grande e sua cura estava vindo.

A cura começou quando ela saiu de si para pensar no próximo.

Relaxa


quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Semeador, sementes e você


"Naquele mesmo dia, Jesus, tendo saído de casa, sentou-se perto do mar; e se reuniu ao seu redor uma grande multidão do povo; por isso ele subiu num barco, onde se sentou, todo o povo estando na margem; e lhes disse muitas coisas por parábolas, falando-lhes desta maneira:

-Aquele que semeia, saiu a semear; e, enquanto semeava, uma parte da semente caiu ao longo do caminho, e vindo os pássaros do céu a comeram. Outra caiu nos lugares pedregosos onde não havia muita terra; e logo nasceu porque a terra onde estava não tinha profundidade. Mas o Sol tendo se erguido em seguida, a queimou; e, como não tinha raízes, secou. Outra caiu nos espinheiros, e os espinhos, vindo a crescer, a sufocaram. Outra, enfim, caiu em boa terra, e deu frutos, alguns grãos rendendo cento por um, outros sessenta e outros trinta.

Que ouça aquele que tem ouvidos para ouvir". (Mateus, cap. 13, 1 a 9)



    Muito do que acontece em nossas vidas não depende de nós, realmente somos pequenos, mas Cristo disse que foi Ele quem jogou a semente, e que se ela encontrar boa terra, dará bons frutos. De maneira que nem a semente e nem os frutos são responsabilidades da terra, mas a terra é importante para que o semeador possa ver frutos a partir da semente que lançou. Seja um "terreno" aberto para Deus, escute a Sua palavra, deixe que as boas sementes que caem em sua vida germinem e cresçam. Você não é fonte de soluções para tudo, mas é uma terra na qual Deus planta boas coisas.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Difícil, mas necessário


Clique na figura para ampliar

terça-feira, 9 de agosto de 2011

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Antes mesmo de ver

    É costumeiro que tentemos ser lógicos e racionais, e isso não é de todo o mal, visto que a racionalidade nos é uma vantagem imensa em relação aos outros seres que encontramos nesse mundo. Porém, essa mesma racionalidade nos mostra o quão pouco sabemos sobre tudo o que nos cerca e nos faz entender que em certas situações não podemos prever racionalmente fatos e, apenas, confiar. 

    Boa parte da nossa vida é assim, confiança. Até os quinze anos, em média, pouco pensamos por nós mesmos, mais aderimos ao que outras pessoas fazem ou falam, confiamos nelas sem uma grande explicação racional, até o momento. Claro que depois entendemos que é porque temos fortes laços com quem são nossos pais, irmãos, amigos e professores. Durante a vida adulta, continuamos confiando, pois lemos revistas, livros e absorvemos informações que julgamos ou, novamente, confiamos que sejam verdadeiras, e a partir dela decidimos muito sobre a nossa vida. 

   O fato é que confiamos muito, diante da grandeza a qual estamos inseridos. É tudo muito grande e complexo para que fizéssemos prova de tudo, seria necessário uma eternidade para isso. Não tem como afirmar que o tempo todo alguém pode raciocinar sobre tudo e a partir dai tomar decisões, assim, é preciso confiar em algo, ou em alguém. Diante desse fato, entendo que é muito importante em quem ou onde a confiança é depositada. Isso terá efeito direto no resultados de todas as ações da nossa vida ou, até mesmo, no resultado da nossa vida.

    Não sou eu quem vai dizer no que você deve confiar, mas posso falar do que acontece comigo. Tive uma experiência bem legal ao colocar em prática uma passagem bíblica. Ela segue:

"Por isso eu afirmo a vocês: quando vocês orarem e pedirem alguma coisa, creiam que já a receberam, e assim lhes será dado." Marcos 11, 24.

  Claro que está um pouco descontextualizado e pode parecer que podemos receber o que quisermos, é só acreditar, mas leiam um pouco mais de Marcos e verão que não é assim. O que eu quero mostra é a atitude de confiança: pedir e acreditar que vai acontecer, mostrando, assim, que você confia em Jesus, que você sabe que Ele é capaz de fazer acontecer. Eu fiz isso em relação a uma coisa da faculdade, pode até parecer bobeira, mas eu pedi e acreditei que Cristo seria capaz de me ajudar e já contava com o resultado positivo antes de acontecer. E aconteceu. Mas ressaltando, não é qualquer coisa que pedimos que Deus faz por nós, temos que ter sabedoria e entender que Ele não é um gênio da lâmpada e, sim, um Pai que quer nos ensinar.



    Sempre vamos precisar confiar, e tem sido muito válido para mim confiar em Cristo.


domingo, 7 de agosto de 2011

Pode confiar

"Se ando em meio à tribulação, tu me refazes a vida; estendes a mão contra a ira dos meus inimigos; a tua destra me salva." Salmos. 138:7.

"Confia os teus cuidados ao Senhor, e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado." Salmos 55:22

"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim." João, 14:1

"Espera pelo Senhor, tem bom ânimo, e fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo Senhor." Salmos, 27:14


"Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais." Jeremias 29:11

"O Deus eterno é a tua habitação e, por baixo de ti, estende os braços eternos; ele expulsou o inimigo de diante de ti e disse: Destrói-o." Deuteronômio, 33:27

"Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças." Filipenses, 4:6

"Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até o Dia de Cristo Jesus." Filipenses, 1:6

sábado, 6 de agosto de 2011

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Só uma pergunta


De que serve ao homem conquistar o mundo inteiro se perder a alma?
Marcos 8:36

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

terça-feira, 2 de agosto de 2011

O que é melhor?

    Podemos investir nosso tempo e nossa atenção em muitas escolhas, e sem prioridades claras podemos ficar paralisados na indecisão. Algumas decisões são mais fáceis de tomar, pois, por serem coisas ditas "ruins" já sabemos que temos que evitar. De qualquer forma, algumas vezes teremos que optar entre duas coisas "boas", e nestes casos temos que buscar o que seria a melhor decisão. Devemos, então, ter cuidado para não sermos influenciados a fazer simplesmente o que todos estão fazendo e, sim, fazer o que particularmente  é melhor. Isso não é tão simples.

    Perder o foco das prioridades vai nos roubar a paz e o deleite. Assim, precisamos estabelecer nossas prioridades. Uma maneira de fazer isso é buscar base em alguém que nos inspira, um mestre, e nada melhor que Cristo para isso. Então, se temos dúvida em relação a certas atitudes, tentemos fazer o que Ele fez, a chance de erro seria zero, não fosse pelos nossos próprios erros de entendimento.      

    Precisamos ser honestos com nós mesmos em relação ao que realmente é prioridade, também, devemos entender que se as prioridades nos satisfazem momentaneamente, de nós mesmos vem a recompensa, mas se as prioridades são referidas em Cristo, Ele mesmo se responsabiliza pelas recompensas de termos adotados certas prioridades. E, sinceramente, eu confio mais nEle do que em mim mesmo. Assim, coloque Deus em primeiro lugar em tudo em sua vida, e se Ele não estiver em primeiro lugar, faça algumas mudanças. Nosso Pai Celeste promete que quando O colocamos em primeiro lugar, buscando-O para fazermos tudo da forma que Ele quer, teremos grande sucesso. 



segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Se você quiser, a terra pode lhe levantar

     Conta-se que um fazendeiro, que lutava com muitas dificuldades, possuía alguns cavalos para ajudar no trabalho de sua fazenda.

    Um dia, o capataz lhe trouxe a notícia que um de seus cavalos havia caído num velho poço abandonado. 

   O buraco era muito fundo e seria difícil tirar o animal de lá. O fazendeiro avaliou a situação e certificou-se de que o cavalo estava vivo. Mas pela dificuldade e o alto custo para retirá-lo do fundo do poço, decidiu que não valia a pena investir no resgate. 

     Chamou o capataz e ordenou que sacrificasse o animal soterrando-o ali mesmo. O capataz chamou alguns empregados e orientou-os para que jogassem terra sobre o cavalo até que o encobrissem totalmente e o poço não oferecesse mais perigo aos outros animais. 

    No entanto, na medida que a terra caía sobre seu dorso, o cavalo se sacudia e a derrubava no chão e ia pisando sobre ela. 

    Logo os homens perceberam que o animal não se deixava soterrar, mas, ao contrário, estava subindo à medida que a terra caía, até que , finalmente, conseguiu sair...".