quarta-feira, 29 de junho de 2011

terça-feira, 28 de junho de 2011

Algum sentido?

    Realmente é difícil achar um sentido para a vida. Não são poucas as vezes que me pergunto o porquê de tudo e se vale continuar. As informações são tantas e é muito difícil achar um padrão para os acontecimentos. 

    Nós, seres humanos, definimos algumas leis da física, por exemplo, que parecem se comportar muito bem na natureza. Mas quando usamos as mesmas leis para tentar pensar sobre nós, a situação não parece tão óbvia. Um exemplo,  "nada se cria, nada se perde, tudo se transforma", pois bem, isso serve de fundamento para todas as leis da físicas, para todos os balanços de energia. "Entrou 2 aqui, do outra lado tem que sair 2." Não há outra possibilidade. Mas se nos incluirmos nisso, fica meio estranho, pois se nada se cria e eu me considero alguma coisa, eu sempre existi. Em resumo, eu estou aqui e nada se cria, então, de alguma forma (como um ser humano ou mesmo como matéria) eu sempre existi. Ou me levo a pensar que em algum momento essa lei não foi válida, ou ela mesmo foi criada. Mas da mesma forma a situação fica, no mínimo, engraçada. Pois uma lei que diz que nada se cria, pode ser criada? E eu sei que para nosso contexto ela serve muito bem. Todos nós pensamos assim: se sumiu dois reais de uma carteira, para onde forem? Ninguém releva a possibilidade de eles terem, simplesmente, sumido. Ou, se apareceu dois reais na minha carteira: Quem colocou? É assim.

    A única possibilidade dessa lei existir, e eu creio que ela é real, seria se algo superior, algo que pudesse criar, a tivesse criado. Faz mais sentido para mim do que simplesmente achar que eu sempre, de alguma forma, existi. Mas mesmo assim, não fica tão nítido o porquê de eu existir, apenas esclarece que eu fui criado. Mas, então, porque?

    Talvez, agora você esteja esperando uma resposta bem lógica, como os raciocínios anteriores, mas não é o que eu tenho para oferecer. O que posso compartilhar é minha mera opinião. Na minha vida, o que mais tem feito sentindo, ou melhor, o que me faz querer viver, é quando eu me sinto útil para as pessoas, quando eu pareço fazer parte da vida delas, ou quando alguém me ajuda e faz parte da minha vida. Consigo resumir isso, quando eu amo e sou amado. Qual é a lógica disso? Não sei direito. Mas parece que existe um criador que ama, e essas duas características Dele, fazem mais sentido do que tudo o que falei antes. 



"E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo." Mateus 22, 37-39.



segunda-feira, 27 de junho de 2011

Quem tem ouvidos, ouça

"Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.

Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.

Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.

Nem todo o que me diz: "Senhor, Senhor!" entrará no reino dos céus, 
mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

Muitos me dirão naquele dia: "Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?"

E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.

Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;

E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.

E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;

E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.

E aconteceu que, concluindo Jesus este discurso, a multidão se admirou da sua doutrina;
Porquanto os ensinava como tendo autoridade; e não como os escribas." Mateus 7, 18-29.



domingo, 26 de junho de 2011

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Confiar

    Como é difícil ter fé, acreditar e confiar. Diante de tantos obstáculos, que aos nossos olhos parecem indestrutíveis, nossa luta se torna mais difícil.


   Quem não tem problemas? Provações? Lutas? Dificuldades? Todos nós temos, e ninguém consegue achar atalhos para todas as situações. Todos passamos por desertos, onde somos lapidados e onde parece que estamos sós.  Sabemos que nada é fácil, e que precisamos estar muito firmes para não cair, ter entendimento suficiente para não desistir e aceitar as demoras da vida. Salmos. 31:24

   Quando os problemas aumentam, passamos a acreditar "mais ou menos" e a confiança "cai". É mais fácil confiar no que vemos, do que naquilo que não vemos. Por isso devemos enxergar pela fé, devemos buscar a Deus diariamente, de maneira tal que possamos nos sentir fortes, mesmo sendo fracos. Deus quer que clamemos a Ele, pois Ele nos ouvirá. Salmos. 31:2-3

  Sabemos que somos fracos. Hora lutamos, hora cansamos, hora sorrimos, hora choramos, hora confiamos e hora deixamos de confiar. Mas não podemos deixar Deus de lado e achar que o mundo vai resolver nossos problemas. Se confiarmos no mundo, cairemos em um precipício e, muitas vezes, sem volta. Só teremos força se andarmos com o filho de Deus, Jesus Cristo, pois "quem está em Cristo nova criatura é". Se ainda não somos, devemos ser.

   Oremos para que possamos estar firmes na fé, acreditando e confiando no poder de Deus.

Ta contigo

terça-feira, 21 de junho de 2011

Espinhos até as rosas tem













                                                             Clique na figura para ampliar

AIDS


                                      video

Ao final do vídeo um garoto declama seu poema sobre a AIDS, escute o que ele tem para dizer.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

E quando orares

"E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.
E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos
Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.
Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
O pão nosso de cada dia nos dá hoje;
E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;
E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.
Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;
Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas." Mateus 6, 5-15


sexta-feira, 17 de junho de 2011

Texto base: (Hebreus 11:1-6)

    Se o que buscamos é a benção de Deus ou um milagre, precisamos entender que a chave para isso é a fé. “Sem fé ninguém pode agradar a Deus, e a Bíblia diz que “quem vai a ele precisa crer que ele existe e que recompensa os que procuram conhecê-lo melhor”. Muitas vezes, ao agir sobrenaturalmente na vida de pessoas, Jesus dizia: “A tua fé te salvou”. Portanto, a base para que esta “aliança de milagres” seja bem sucedida é que tudo seja feito com fé. Vamos entender algumas verdades a esse respeito:

     A fé é uma convicção interior de que Deus agirá - Hb 11:1 “Esse versículo diz que:” A fé é a certeza de que vamos receber as coisas que esperamos e a prova de que existem coisas que não podemos ver. Em outras palavras, é uma confiança de que Deus agirá sobrenaturalmente, ainda que as circunstâncias não pareçam apontar para isso. Sendo assim, se você quer um milagre, precisa crer de todo o seu coração que Deus vai fazê-lo.

    Temos que aprender a andar por fé e não por vista - II Co 5:7 – Muitas vezes estamos no meio de um problema e tudo parece nos sugerir que não haverá solução. Entretanto, os que andam pela fé, não dependem do que vêem ou sentem. Devemos crer que Deus fará o milagre e por isso precisamos buscá-lo. Se houver lugar para a dúvida no nosso coração, as emoções ficam fragilizadas e Deus não encontrará meio para atuar, para operar o sobrenatural em nossas vidas, veja o que diz Tg 1;6.

     A palavra de Deus é que alimenta a fé em nosso coração - Rm 10:17 – A Bíblia diz que “a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem vem por meio da pregação a respeito de Cristo.” 


     Temos que colocar a nossa fé exclusivamente em Deus - I Pe 1:19-21 – Se você tem uma chave, mas a usa na porta errada, não conseguirá resultado. Como vimos a fé é uma chave, mas ela precisa ser colocada completamente em Deus. Não é o homem, a religião, os santos ou as entidades que poderão realmente lhe abençoar, mas o Senhor Deus, o Todo Poderoso. E Ele está sempre disposto a agir na vida daqueles que n’Ele confiam.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

quarta-feira, 15 de junho de 2011

A verdadeira riqueza

 
    Um dia, um rico pai de família levou seu filho para viajar para o interior com o firme propósito de mostrar o quanto as pessoas podem ser pobres. Eles passaram um dia e uma noite no sítio de uma família muito pobre. Quando retornaram da viagem, o pai perguntou ao filho:

 – Como foi a viagem?

 – Muito boa papai!

 – Você viu como as pessoas podem ser pobres?  

– Sim.

 – E o que você aprendeu? 

     O filho respondeu:

 – Eu vi que nós temos um cachorro em casa, e eles têm quatro. Nós temos uma piscina que alcança o meio do jardim, eles têm um riacho que não tem fim. Nós temos uma varanda coberta e iluminada com luz, eles têm as estrelas e a lua. Nosso quintal vai até o portão de entrada, eles têm uma floresta inteira. 

   Quando o pequeno garoto estava acabando de responder, seu pai já estava estupefato, e seu filho acrescentou:  

– Obrigado pai por me mostrar o  quanto pobre nós somos! 

“A verdadeira riqueza não consiste em termos grandes posses, mas, em termos poucas necessidades."

"Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus." Lucas 12, 21.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Entrega (Salmos 37:4-5)


    Muitas vezes, buscamos a Deus apenas por uma necessidade, sem percebermos que muito melhor do que conseguir uma bênção é ter o Abençoador todo o tempo ao nosso lado. Aqueles que descobrem esse segredo, não apenas provam um milagre em suas vidas, mas vivem abençoados.

   O segredo para termos uma vida debaixo do favor de Deus é nos entregarmos inteiramente a Ele. A entrega é a atitude que confirma a nossa fé e faz com que passemos a ser governados e cuidados pelo Senhor.

    Entregar está ligado à confiança (fé). É por isso que o texto bíblico diz “Ponha a sua vida nas mãos do SENHOR, confie nele, e ele o ajudará”. Só colocamos algo precioso nas mãos de quem confiamos. Se não confiarmos em Deus ao ponto de aceitarmos Sua vontade como a melhor coisa para nós, Ele não poderá cuidar do resto, pois não terá o controle sobre nós.

    Deus espera nossa entrega para dirigir a nossa vida – Apoc. 3:20 – Nossa vida pode ser comparada a uma casa cujas chaves ficam do lado de dentro. Ou abrimos e convidamos Jesus para entrar, ou Ele ficará de fora, pois nunca invadirá o nosso espaço à força. Se você quer que Deus esteja na direção da sua vida, terá que dar o comando a Ele e deixá-lo guiar segundo a Sua vontade.

    Entregar o nosso coração ao Senhor é aceitar seu governo sobre nós – é fazer o que Ele diz. Lucas 6:46 – Jesus morreu para ser Senhor das nossas vidas. Ele pagou com seu sangue por nós, para estabelecer sua vontade e conduzir-nos num caminho de vida abundante. Nossa vida foi comprada na cruz e agora precisamos entregá-la. Isso significa aceitar o governo d’Ele sobre nós, submetendo-nos à sua palavra e não mais nos guiando por nós mesmos. Só ouvir não basta, é preciso praticar – Tiago 1:22-25. Temos a tendência de confiarmos em nossos planos, mas o sábio Salomão deixou um conselho muito útil - devemos confiar no Senhor. Provérbios 3:5. Quem confia se entrega e prova pela prática da obediência. A prática nos trará recompensas – Mateus 7:21-23.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Saco de batatas

     Um professor pediu para que seus alunos levassem batatas e uma bolsa de plástico para a aula. Ele pediu também para que separassem uma batata para cada pessoa de quem sentiam mágoas, escrevessem os nomes daquelas pessoas nas batatas e as colocassem dentro da bolsa. Algumas das bolsas ficaram muito pesadas. A tarefa consistia em durante uma semana levar a todos os lados a bolsa com batatas. Naturalmente, a condição das batatas foi se deteriorando com o tempo. 

    O incômodo de carregar a bolsa a cada momento mostrava-lhes o tamanho do peso diário que a mágoa ocasiona, bem como o fato de que, ao colocar a atenção na bolsa, para não esquecê-la em nenhum lugar, os alunos deixavam de prestar atenção em outras coisas que eram importantes. Esta é uma grande metáfora do preço que se paga, todos os dias, para manter a dor, a insatisfação, a intolerância e a negatividade. Quando damos importância aos problemas não resolvidos ou às promessas não cumpridas, nossos pensamentos enchem-se de mágoa, aumentando o estresse e roubando nossa alegria. Perdoar e deixar estes sentimentos irem embora é a única forma de trazer de volta a paz e a serenidade. Jogue fora suas “batatas”! “As pessoas te pesam? Não as carregues nos ombros. Leve-as no coração.” 

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida." Provérbios 4,23.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

quarta-feira, 8 de junho de 2011

terça-feira, 7 de junho de 2011

És bem-aventurado?

"E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos. E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:


Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;"  Mateus 5, 1-10

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Removendos os obstáculos


Texto base: Isaías 59:1-2    

   Quando buscamos um milagre, precisamos estar dispostos a remover qualquer tipo de obstáculo. O texto citado como base diz que a mão de Deus não está encolhida e nem o seu ouvido tapado para que não nos ouça e nos abençoe. Diz, também, que Ele tem prazer em suprir nossa necessidade! Acontece que os nossos erros funcionam como um obstáculo e fazem separação entre nós e algo melhor. Se não removermos este impedimento, não temos como vencer.

    Certa vez, Jesus ressuscitou um homem, chamado Lázaro, que havia morido a quatro dias. Essa história está narrada em João 11:38-44. Enquanto todos choravam, Jesus estava ali para operar um grande milagre. Entretanto, havia uma grande pedra colocada entre Jesus e Lázaro. Ele precisava de uma atitude de fé das pessoas que estavam ali sofrendo. Então, deu a ordem: “Tirai a pedra!”. Só depois que a família e os amigos de Lázaro removeram o obstáculo, o milagre foi realizado. Da mesma maneira, nós devemos tratar de remover tudo aquilo que nos impede de escutar Deus e alcançar o que precisamos.



    O texto de Isaías 59:2 conta que as nossas iniqüidades nos separam de Deus, ou seja, nossos erros funcionam como uma barreira a nossa fé. Além disso, a Bíblia diz que todos nós pecamos (ver Romanos 3:23). Portanto, todos nós temos um obstáculo em nosso relacionamento com o Pai. Se não reconhecermos isso, não conseguiremos melhoras.

    A pior atitude diante de um inimigo é ignorá-lo. Por isso, precisamos reconhecer o problema do pecado em nossa vida e buscar uma saída. Retire a pedra, deixe Cristo atuar. 


quinta-feira, 2 de junho de 2011

O quanto mais


     
    Realmente você tem razão, você nunca estará satisfeito. Você sabe o quanto isso lhe deprecia, quanto isso tira a sua atenção, o quanto lhe domina e o quanto não lhe satisfaz. Prazer é prazer, é preciso mais e com mais intensidade, e o vazio do ser é o vazio do ser, precisa de Deus.


"O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu (Jesus) vim para que tenham vida, e a tenham com abundância." João 10.10



quarta-feira, 1 de junho de 2011

Um pacote de biscoitos

     Uma senhora ia fazer uma viagem de avião e, no caminho da sala de embarque, resolveu comprar uma revista e um pacote de biscoitos. Já na sala, sentou-se numa poltrona para descansar e ler um pouco enquanto o vôo não era chamado.

    Ao lado da senhora, sentou-se um homem e, quando ela pegou o primeiro biscoito do pacote que estava entre os dois, ele também pegou um do mesmo pacote. A dama sentiu-se ultrajada, mas não disse nada e apenas pensou: “Que sujeito abusado e atrevido”. A cada biscoito que ela pegava, o homem também pegava um e a senhora ia ficando tão irada que não conseguia reagir, e seu rosto crispado deixava a mostra toda a sua revolta com aquele homem.

     Restava apenas um biscoito e ela pensou: “O que esse cara vai fazer agora”? E então o homem pegou o biscoito e partiu-o ao meio deixando a outra metade para ela. Ela não suportando mais aquela situação, fechou a revista com fúria, pegou sua bolsa e dirigiu-se ao embarque.

    Já dentro do avião, ela sentou-se à sua poltrona e, para sua supresa, seu pacote de biscoitos estava inctacto em sua bolsa. A vergonha e sentimento de culpa vieram á tona no vermelho da sua face e não havia mais como se desculpar. O homem havia dividido os biscoitos dele sem se sentir revoltado ou indignado enquanto ela bufava de ódio por julgar errada a situação.

"  — Não julguem os outros, e Deus não julgará vocês. Não condenem os outros, e Deus não condenará vocês. Perdoem os outros, e Deus perdoará vocês." Lucas 6.37